Arquivo para outubro, 2008

Saber ouvir é sinal de crescimento e maturidade humana

Posted in Formação on 31/10/2008 by Juliana

                                                                                                                              

     Na vida é necessário aprendermos a ouvir “não”, a ouvir as críticas construtivas, pois elas muitas vezes nos fazem crescer e aprender.

               Nem tudo na vida é como nós queremos, nós não somos o centro do universo, somos apenas parte dele.

              Esse universo pode se apresentar à nós de várias formas, nossa casa e família, a sociedade, trabalho, amigos, etc. E para que tenhamos um bom relacionamento com estes meios, muitas vezes é necessário que recebamos algumas críticas que nos fará evoluir.

             Nenhum ser humano é igual ao outro, pensam falam e agem de maneiras diferentes, para que todos tenham um bom convívio é preciso que aspectos indíviduais de cada um sejam respeitados, sem tirar a liberdade de expressão do outro.

           Se algo me incomoda, eu tenho a liberdade de me expressar, com respeito e delicadeza para não agredir o outro, mas não devo me calar por medo da reação dos outros.

            As críticas, as diferenças de opiniões devem ser expressadas, pois sem elas não há como crescermos, seja profissionalmente ou individualmente, como pessoas!

            Quando eu me calo, eu anulo meu direito de ser “gente”, de pensar, agir e expressar o que sinto e o que penso, e desta forma quem perde é a sociedade, porque esta é feita pelos indivíduos que habitam nela. A sociedade melhora, quando nós melhoramos como pessoas, e isto só acontece quando eu tenho a liberdade de me expressar, mas também de ouvir e aprender com as críticas que recebo, só assim saberei onde devo mudar, onde posso melhorar e contribuir para uma sociedade melhor e mais consciente.

            Ninguém é perfeito, ninguém nasce santo, a santidade é conquistada a cada dia, ao preço de muito suor e lágrimas.

           Como você tem encarado as críticas que recebe? Como você reage diante de opiniões diferentes das suas? Será que você dá espaço para que as pessoas te ajudem a ser melhor ou será que você tira a liberdade impedindo que as pessoas coloquem suas opiniões?

           As críticas destrutivas devem ser esquecidas, deixadas de lado, mas as construtivas são as que nos fazem melhor se soubermos aproveita-las!

Pense Nisso!!

         Eu sou um ser humano em transformação, perdoe-me pelos transtornos estou em obras permanentemente, pois a perfeição alcançarei no céu!

Anúncios

CRISTÃO PREGA COM A VIDA!!!

Posted in Formação on 22/10/2008 by Juliana

“Eu, que sou o último de todos os santos, recebi esta graça de anunciar aos pagãos a insondável riqueza de Cristo e de mostrar a todos como Deus realiza o mistério desde sempre escondido nele, o criador do universo” (Efésios 3,8-10)”

          Deus não faz distinção de pessoas, raça, cor, “convertido ou pagão”, Ele quer chegar à todos.

             São Paulo, nesta carta aos efésios vem nos falar disto, ele recebeu de Cristo a missão de anunciar aos pagãos, de fazer a palavra chegar até aqueles que não a conheciam, de mostrar a todos como Deus realiza suas obras no escondimento. Isso naquele época gerou uma grande polemica, e contendas, a final, os apóstolos até Paulo, não podiam entrar na casa dos pagãos, não era permitido anunciar para os gentios.

           Mas Paulo inspirado por Deus quebro a barreira entre uns e outros, Deus quer chegar a todos, quer ser encontrado por todos, Ele não morreu por alguns eleitos apenas, NÃO, Ele morreu por todos nós, Cristãos ou não, Ele quer que todos tenham a vida Eterna. Mas a quem muito é dado, muito será cobrado, diz o evangelho de hoje. Se você conhece a Deus, não pode ser indiferente como aqueles que não conhecessem!!!

            Assim eu penso, que deveriamos agir também nós, como Paulo, que foi a todos, como Cristo que fez tudo no escondimento, seguindo sempre a vontade de Deus.

          Mas como ir a todos, e ainda assim agir no escondimento? sem querer aparecer, buscando a humildade, deixando de lado a arrogancia e o orgulho?

          Deus precisa ser levado a todos, aos que conhecem e aos que não o conhecem, a uns como consolo, a outros como fonte de libertação.

          Às vezes, quando estamos a frente de algum ministério ou pastoral, corremos o risco de nos tornarmos vaidosos, as atenções as vezes se voltam para nós, e aí ficamos inchados com o orgulho! É preciso vigiar e orar, pois não sabemos nem o dia nem a hora em que o Senhor virá, e a quem muito foi dado muito será exigido. (Lc 12, 39-48) 

          É preciso prudencia, não precisamos estar a frente para levar-mos Deus as pessoas, para anunciarmos o evangelho. Na verdade, eu creio que o verdadeiro Cristão, prega com a Vida. Da mesma forma que Deus realiza seus mistérios “as escondidas”, nós devemos agir seguindo seu exemplo.

        A tantas formas de mostrar que somos “discípulos de Jesus”, com nosso jeito de ser e agir, como pronunciamos as palavras, como tratamos as pessoas, como nos portamos diante das dificuldades, em fim, tudo em nós deve exalar o odor de Cristo, de sua palavra.

        Não podemos pregar com a boca e vivermos nossas vidas diferente daqueilo que pregamos, seriamos apenas palavras ao vento.

       Precisamos tomar postura de Cristãos, e começarmos a viver o evangelho e não simplesmente pregá-lo. É preciso que saiamos de cima do muro, é preciso abraçar a causa de Jesus Cristo com nossas vidas, não só com palavras.

         Você tem vivido o evangelho na sua casa? com sua familia? na sociedade? Como você trata seus filhos? seus pais? seu esposo? em fim, as pessoas que convivem com você? e no seu serviço? será que você é uma dessas pessoas que quando algo sai errado vai logo reclamando, ou louva a Deus porque pelo menos você tem um emprego quando tantos não tem?

         Em fim, somos concerteza privilegiados por Deus, e precisamos ser gratos a Ele por isso, abraçar o evangelho não é simplesmente pregar com a boca, e sim com a vida.

 

Pense Nisso.

         

Um Pouco Sobre o Amor e os apetites da Alma

Posted in Formação on 17/10/2008 by Juliana

                                                                                                                                                                                       “Assim como a posse do bem alegra o coração a vitória contra o mal sacia a coragem. E sobre todo esse povo das paixões sensuais, a vontade mantém o seu império, rejeitando-lhes as sugestões, repelindo-lhes os ataques.

           É a fim de exercitarmos nossas vontades na virtude e valentia espiritual que essa multidão de paixões é deixada em nossas almas.

          Todas as paixões “partem” do amor como sua fonte raiz! É por isso que as outras paixões e afetos são bons ou maus, viciosos ou virtuosos, conforme é bom ou mau, o amor de que procedem, pois ele derrama de tal modo as suas qualidades sobre elas, que elas parecem não ser senão o mesmo amor.

           O Amor, tendendo a possuir o que ele ama, chama-se cobiça ou desejo, tendo-o e possuindo-o chama-se alegria; fugindo ao que lhe é contrário, chama-se temor; e se isso que lhe é contrário lhe acontece e ele o sente, chama-se tristeza; e portanto essas paixões são más  se o amor é mau; boa se o amor é bom.

           A reta vontade é o amor bom, a vontade má é o amor mau; ou seja, o amor domina de tal forma na vontade, que a torna tal qual ele é.

             A mulher geralmente converte-se  a sua condição na do marido, torna-se nobre se o marido é nobre, Rainha se o marido é rei. A vontade muda também de qualidade segundo o amor que esposa: se ele é carnal, ela torna-se carnal; espiritual se ele é esperitual.

           A vontade só é movida pelos seus afetos, entre os quais o amor é o primeiro, e o primeiro afeto dá impulso a tudo o mais, e faz todos os outros movimentos da alma.

(TRATADO DO AMOR A DEUS – SÃO FRANCISCO DE SALES)

O PECADO SÓ ENTRA, QUANDO NÓS PERMITIMOS!!!

Posted in Formação on 09/10/2008 by Juliana

“Teu inimigo pode excitar em ti o sentimento de tentação, mas, se quiseres, podes ou dar ou recusar o consentimento. Se permitires ao apetite levar-te ao pecado, então estarás sob ele, e ele te dominará, porque quem quer que faz o pecado é servo do pecado; Mas antes de fazeres o pecado, enquanto o pecado ainda não está no teu consentimento, mas apenas no teu sentimento, isto é, enquanto ainda está no teu apetite e não na tua vontade, o teu apetite está sob ti, e o dominará.”

                                                                                                        

           Neste livro, São Francisco de Sales no diz que antes de consentir no apetite, a vontade domina sobre ele; mas depois do consentimento, torna-se sua escrava.

           Nem tudo está sob o nosso controle, nossos sentidos e emoções, aquilo que vemos, ouvimos, podem nos levar a uma vida santa ou a tentação do pecado.

          Se passamos por situações que nos levam ao pecado, depende de nós, consentir-mos ou não, nossa vontade é que nos fará pecar ou não.

         No mundo de hoje nos deparamos quase todos os dias com situações que atentam contra a  nossa busca pela santidade. São músicas que tocam no rádio, os programas de televisão, acontecimentos no trabalho, são tantas as situações que vão contra a nossa castidade, contra a moral e a ética, em fim, que nos levam ao múrmurio, ao pecado.

         Quantas vezes no nosso serviço algo sai errado e nós logo murmuramos, reclamamos. Depende da nossa vontade reclamar porque algo não saiu como queriamos, ou louvar a Deus pois Ele nos concedeu a graça de nos mostrar-mos pacientes e perseverantes nas adversidades.

       O pecado só entra na nossa vida com o nosso consentimento, se não consentimos, se chegou até nosso apetite, mas nossa vontade não consentiu, então não chegamos a pecar, porque fomos firmes e não sedemos a uma tentação, nossa vontade foi forte o suficiente para dizer NÃO ao pecado.

        Lógico que não é uma batalha fácil, temos uma tendência ao pecado, uma fragilidade, mas isso não nos impede de lutarmos contra as tentações.

        Os santos nos mostram que é possível ter uma vida de santidade, só que é preciso força de vontade, determinação, perseverança e acima de tudo, a confiança e o diálogo com Deus! Sem oração, jejum, penitencia, sem uma vida de oração não teremos forças, pois como diz são Paulo, “quando sou fraco então é que sou forte”, somente em Deus teremos as forças necessárias, pois o que nos é impossivel, é possivel a Graça de Deus, só Nele teremos força para vencer-mos o pecado.

        Então faça a experiencia no dia de Hoje, convide Jesus a caminhar contigo, viva um dia de cada vez, vença o pecado no dia de Hoje, ontem é passado, amanhã ainda não chegou, talvez nem chegue, nós só temos o HOJE, proclame HOJE que JESUS é o SENHOR da sua vida, da sua vontade, e Ele te ajudará a ser SANTO!

NÃO AMANHÃ, NÃO DEPOIS, MAS HOJE!!!!!

SÓ TEMOS UMA CHANCE PARA VIVER, TENHA FÉ!