Arquivo para julho, 2009

Tragam-me Uma Pessoa Normal e Eu Reconhecerei Minha Loucura!

Posted in Formação on 10/07/2009 by Juliana

um-mimoOntem na aula, final do dia, cansada, falando só bobiça, derrepente um amigo diz para uma professora: – “nós precisamos “arranjar” um psicólogo para essa guria! (eu)”

Eu comecei a rir, mas também a pensar mais profundamente sobre o assunto : normal x loucura; foi então que veio na minha mente essa frase: Tragam-me uma pessoa 100% normal, e eu reconhecerei a minha loucura!

O que é ser normal afinal? Existe alguém 100% normal?

Comecei a pensar e me corrijam se eu estiver errada, mas, o normal é um padrão imposto pela sociedade, ou, por alguém! Será que esse alguém era normal? Porque se ele não fosse seriamos loucos sem saber, apesar de vivermos numa “loucura organizada”, pois seguimos todos um “mesmo padrão” ou regras, sei lá como chamar isso, como num hospital psiquiátrico, para os “loucos” lá, os loucos somos nós, por agir diferente deles, ou por não vermos as coisas do jeito que eles veem!

Tá certo, reconheço sim e não abro mão das regras e da moralidade, pois sem elas viveriamos no caos. Mas isso de ética e moral é algo introjetado,”todo mundo” sabe quando quer fazer algo errado, pois sua “consciência” já o alerta, por isso os títulos: “mentira, proibido, escondido”, porque sabe-se que é errado e depois de uma certa altura da nossa vida, ninguém precisa nos dizer isso! Está errado!ou, Está certo! Já sabemos.

Eu digo que, se de fato sou “louca”, minha loucura consciste em fazer o certo ou o certo, porém, de um jeito diferente. 

Ou seja, o certo do jeito normal e chato, porque todo mundo faz igual e se comporta igual, ou o certo do jeito louco, diferente, mas que chama a atenção e leva as pessoas a refletirem sobre suas vidas, por vezes monótona de tantas atitudes padronizadas, robotizadas, as vezes se agi até sem si perceber, a vida perde o gosto por tanta normalidade.

Às vezes é bom esquecer os padrões e ser feliz, agir certo, de um jeito louco, sem se preocupar com os rótulos que poderemos receber, afinal, como dizia meu amigo Charles Chaplin, “A vida é uma peça de teatro, que não permite ensaios”!!!

Então, improvise sem medo de ser louco, seja feliz, é isso que importa!!

Anúncios

Devaneios

Posted in Formação on 09/07/2009 by Juliana

Fraguementos  da minha “loucura” pessoal, escrita num estado de melancolia, envolta em tristezas, tristeza essa que vem despercebida se instala e que depois vai do mesmo jeito que veio,j sem um porquê e sem aviso prévio, simplesmente vem e vai quando e como quer…acredito que todos temos alguns momentos assim na vida, dor sem motivo aparente, só resta deixar doer, a final, toda dor um dia para de doer, tudo na vida é transitório…

Um nó na garganta, um coraçao apertado, olho em volta, só vejo sonhos despedaçados,

Para onde caminha a humanidade? Será que ainda há humanidade para caminhar?

Guerra e paz…, “Guerras que se dizem Santas”, ódio mascarado, diabo disfarçado! 

Sofrimentos e alegrias, ninguém sabe de ninguém, constroem-se muros ao invés de pontes, do lado de lá do muro, ninguém sabe, ninguém viu,…quem liga??

Tudo se mistura, num mundo de fantasias, onde o sonho consola e as lágrimas são de mentira.

Um elo que se quebrou, um sonho que acabou, agora só resta  a realidade, não é perfeita, mas é o que temos.

Lutar e viver para sonhar e morrer…

“Minha vida caminha para morte porém sem rumo”…