Arquivo para dezembro, 2009

Perdendo a Identidade

Posted in Formação on 10/12/2009 by Juliana

            “Desde os dias de João Batista até agora, o Reino dos Céus sofre violência, e são os violentos que o conquistam” (Mateus 11,12)

                É muito comum hoje em dia, vermos as pessoas, sobre tudo os jovens, trocando sua identidade como se fossem figurinhas de papel. Hoje sou assim e gosto de fazer isso, amanhã conheço novas pessoas, deixo-me levar pela “onda” e acabo seguindo as tendencias ao invés de seguir aquilo que eu tinha como “Certo”. Há um desvio de conduta.

             É difícil as pessoas pararem num mundo tão corrido como o nosso, para se questionarem sobre o que fazem, o que tem por certo e por errado, por moral ou por imoral, enfim, esses valores hoje em dia acabam se misturando dependendo da situação e do momento. Será que fazemos tudo o que fazemos porque nos sentimos bem, ou porque queremos nos encaixar, será que no final sempre vale a pena? o que será que perdemos ao permitir que outras pessoas ditem minha forma de ser, agir e pensar? No final só fica o vazio, às vezes até a vergonha de ter feito algo que não era do seu fetil, mas por um motivo ou outro acabou fazendo.

           Ceder é muito fácil! E é bem comum nos arrependermos depois. O mundo tem seus prazeres, que na hora até atrai, mas depois que passa o momento, o prazer vai embora, nos deixando muitas vezes desfigurados.

            Olhamos no espelho e perguntamos quem somos – quem és tu que reflete no espelho? – O silêncio toma conta, não ouvimos resposta – será que sabemos quem realmente somos?

             O evangelho de hoje nos diz que o céu é dos violentos, não das pessoas que fazem guerra, brigam, ou no sentido de uma “violência” ruim. A violência de que nos fala o evangelho é aquela onde lutamos para sermos quem Deus nos criou para sermos, aquela que fazemos contra o mundo e suas tentativas de nos roubar a identidade, violência contra as tentações.

          Aquela quando saímos com os amigos e todos bebem, apesar de termos vontade, fazemos violência contra nós mesmos e dizemos daqui eu não passo, pois conheço o meu limite.

            Muitos ainda não sabem quem são ou o que querem, é preciso  mergulhar fundo dentro de si e permitir que aos poucos Deus revele, perceber os sentimentos,os desejos, tanto os bons quanto os ruins, é preciso se perceber em cada situação.

            Deus nos fala em todos os momentos e nos revela quem somos em cada situação, tudo depende da forma como reagimos aos acontecimentos, e é preciso que estejamos atentos, para não permitir que o mundo e o encardido, roubem nossa identidade.

                Somos de Deus e para Deus voltaremos, mas somente se formos “violentos” em busca da nossa essência, da nossa verdadeira identidade:  “Filhos de Deus”. Somos Príncipes e Princesas, pois somos filhos e filhas do Rei.

            Não permita que o mundo e o diabo lhe roubem essa identidade tão valiosa e tão cara à Deus.

Pense Nisso.