Semear na Terra para colher o Céu!

No Evangelho de hoje (29/01/10) temos duas parábolas que nos trazem duas realidades: A Paciência e  a Esperança.

               Na primeira parábola Jesus diz: “O Reino de Deus é como quando alguém lança a semente na terra. Quer ele esteja dormindo ou acordado, de dia ou de noite, a semente germina e cresce sem que ele saiba como” (Mc 4, 26-34)

               Notem que é o próprio Jesus quem nos traz essa parábola tão linda e que de tantas formas se torna realidade em nossas vidas.

                A semente para germinar e gerar fruto precisa ser semeada, regada, a terra precisa ser preparada, e esta terra onde será semeada pode ser comparada ao nosso coração.

                Tudo que vivemos, tudo que fazemos, pode ser comparado a semente.  Pode gerar fruto bom ou fruto ruim.

                 A maneira como reagimos a tudo que nos acontece seja bom ou ruim, a forma como tratamos as pessoas no nosso dia a dia, nossa fidelidade para com Deus, essas são as sementes que no escondimento do nosso coração, na essência do que somos, cresce escondida no coração de Deus, e nós só saberemos o resultado quando “morrermos”, será que hoje aquilo que temos feito nos ajuda a conquistar a semente do Reino de Deus que a cada dia lançamos pelo nosso caminho? nossas sementes tem sido boas ou ruim? E o terreno do nosso coração como tem sido preparado? será que é terra fértil?

                A outra parábola é a que diz: “ O Reino de Deus é semelhante a um grão de mostarda que, ao ser semeado na terra, é a menor de todas as sementes. Mas, depois de semeada, cresce e se torna maior que todas as outras hortaliças, com ramos grandes a tal ponto que os pássaros do céu podem fazer seus ninhos em sua sombra”.

                  A parábola do grão de mostarda traz para nós a Esperança! Uma semente minúscula, que depois de semeada, cresce e virá uma hortaliça explendorosa, a maior de todas.

                      Essa linda realidade é comparada as nossas atitudes, tudo o que fazemos, somos pequenos, pobres, cheios de pecados e limitados, mas Deus nos acolhe com seu amor, e pelo olhar de Deus, todo os que estiverem dispostos a fazer a vontade de Deus, todos que tiverem um coração sincero para com Deus, ainda que com suas limitações, pecados, quedas, ainda assim,perante Deus nos tornamos grandes, príncipes, co-herdeiros do trono.

                   Por isso é tão belo o Evangelho de hoje, ele nos traz duas realidades sem as quais não seriamos felizes, viveríamos angustiados e abatidos pelo peso de nossas faltas.

               Primeiro a Paciência de plantar e saber esperar por toda a vida, até que germine na vida eterna as sementes do Reino que hoje plantamos.

               Segundo a esperança de sabermos que somos pequenos e limitados, mas que o Amor de Deus supera a nossa pequenez , as nossas limitações, e até as nossas quedas.

Pense Nisso!

Pax

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: