O Tempo está Próximo!!

Posted in Formação on 26/11/2009 by Juliana

                  Tenho olhado o “mundo”, as pessoas, seus anseios, suas atitudes tantas vezes vazias, sem sentido. Percebi como os valores de hoje estão trocados, como as pessoas caminham em meio ao cáos e nem ao menos se dão conta.

                 Me assusta ver que tudo aquilo que nos diz o Evangelho de São Lucas, está acontecendo sem que as pessoas se deêm conta: ” Quando ouvirdes falar de guerras e revoluções, não fiqueis apavorados. É preciso que estas coisas aconteçam primeiro, mas não será logo o fim. E Jesus continuou: um povo se levantará contra outro povo, um país atacará outro país. Haverá grandes terremotos, fomes e pestes em muitos lugares; aconteceram coisas pavorosas e grandes sinais serão vistos no céu” (Lc 21, 9-11)

               Estas coisas já estão acontecendo, basta que nós saibamos olhar em volta e interpretar os sinais do tempo, não significa que Jesus voltará hoje, mas uma coisa é certa, ELE JÁ ESTÁ A CAMINHO!

                 Guerras entre nações em nome de uma paz que aparentemente não existe. Fome, muitos não tem uma renda suficiente para se manter, enquanto alguns recebem milhões e ainda roubam da população, corrupção, tráfico, pestes. A cada dia um novo problema surge para somar aos que já existem! As pessoas já não conseguem mais se relacionar socialmente, o dinheiro impera, o encardido implanta sua semente de discórdia, de ódio e rancor, os vizinhos já não conseguem mais viver em armonia, a impressão que tenho é que estamos regredindo a uma era animal, se é que isso é possivel.

                 No jornal Anotícia de Sábado 21/11/2009, apareceu uma reportagem sobre uma quadrilha peruana que matavam pessoas para derreter a gordura e vender para EUA, que usavam essa gordura para fazer cosméticos. Me digam vocês se isso parece real, para mim parece mais coisas de filme de terror, definitivamente a impressão que tenho é que a humanidade caminha para uma era de bestialidade.

                  É preciso que sejamos radicais!!! Não estou colocando panos quentes naquilo que vejo e escuto, parece mesmo meio surreal, mas isso é porque a maior parte das pessoas vive adormecida, acomodada na sua vidinha mediocre, sem se preocupar com o que acontece com o resto do mundo, não estou dizendo que são todos, mas infelizmente a grande maioria acha que tem problemas de mais para se preocupar e olhar em volta.

             SINAIS DO TEMPO!!! Desculpem-me dizer mas, estão todos aí, e só não vê quem realmente não quiser ver, pois é noticia no jornal, na TV, no rádio, mas as pessoas veem como algo normal e rotineiro. Coitados, que o diabo não vos engula! mas é certo que muitos já estão na sua garganta!!! Para muitos o Pecado, aquilo que é verdadeiramente anormal se tornou algo normal.

               O problema  hoje em dia é este: O pecado se tornou normal e viver uma vida “santa” em busca de conversão e retidão se tornou algo anormal. O diabo conseguiu enganar muita gente, parabéns para ele, filhote de cruz credo, inverteram-se os valores e infelizmente muitos ficarão por causa disso. Se você faz parte daqueles que levam uma vida light, creem que um cigarrinho, uma cervejinha, luxuria, adulterio, no bom e velho português: masturbação, adultério, sexo antes do casamento, tirar vantagem do próximo, o danado do dinheiro que pode ser causa ou solução depende de como você usa, deixa eu lhe dizer que o diabo deve estar as portas do inferno pronto a lhe dizer: Bem vindo ao Inferno! 

              Desculpem meu sarcasmo, não gosto e não sou pessimista, mas é preciso que as pessoas ACORDEM!! No mesmo evangelho Jesus diz: “O TEMPO ESTÁ PRÓXIMO”!

               Bem sei que o tempo de Deus não é o mesmo que o nosso, para Ele um dia pode ser cem e cem pode simplesmente ser um, porém, é certo que aqueles que não buscarem a conversão, não voltarem para o caminho que leva a Jesus Cristo, esses FICARAM!  Ficaram onde??? – Nem queira saber! Só não me apavoro porque Jesus é minha ÚNICA ESPERANÇA!

               O diabo é o pai da mentira, isso é certo, e até aquele ateu que cresceu sem o conhecimento de Deus escuta isso dos pais ou de outra pessoa em algum momento da vida, pois bem, como pai da mentira sua maior e mais perigosa façanha foi: fazer a humanidade acreditar que o diabo não existe e tornar aquilo que é deplorável aos olhos de Deus como homossexualismo, adultério, aborto, pesquisas com células tronco embrionárias, drogas, prostituição entre muitas outras coisas algo normal aos olhos de algumas pessoas, não vou por humanidade porque graças a Deus ainda resta muitos cristãos com discernimento suficiente para não se permitirem cair no conto do vigário ou melhor do diabo!!!

                Bom, sinto dizer que para aqueles que acham tudo normal, essa será a sua perdição, pois se não conseguir compreender que Jesus está voltando, e que você não será avisado sobre o dia nem a hora e não se converter ficará. É certo que  poderemos partir antes de Jesus voltar em sua glória, mangnifico, do mesmo jeito perderão a chance aqueles que não viverem corretamente, pois não seremos avisados, podemos perder nossas vidas de forma brusca sem a chance de uma real conversão por exemplo num acidente, num tiroteio, radical né, mas tudo isso para mostrar que estamos e sempre estaremos vulneráveis e que a melhor saída para quem não quer perder a sua verdadeira vida é voltar para Deus enquanto ainda pode! 

            O tempo é urgente! Convertei-vos e crede no evangelho! Não permita que o encardido te engane e mude os seus valores cristãos, tornando o pecado algo normal na sua vida!

              Não estou dizendo que não cairemos, que não pecaremos, somos vulneraveis, e miseraveis, cheios de defeitos e de pecados, porém, ainda assim na nossa miséria devemos reconhecer que Jesus é o centro de nossas vidas, que tudo gira em torno de tentarmos com todas as nossas forças fazermos a vontade de Jesus, ainda que caíamos muitas vezes, Jesus vê o nosso esforço, e conhece o nosso coração de forma que nem nós mesmos somos capazes de conhecer!

               Por isso lhe digo: Aquele que quiser gozar a sua vida nesta terra a perderá para sempre. Cuidado com suas escolhas, lute contra o pecado e contra as ciladas do inimigo!!

Jesus misericordioso Tende compaixão de mim!! 

Anúncios

Possível ou Impossível??

Posted in Formação on 16/11/2009 by Juliana

                      pureza    Que pureza é esta de que tanto falamos e que tanto “ouvimos” Jesus diser: “Quem não for puro como uma criança não entrará no reino dos céus”, “Bem aventurados os puros de coração porque deles é o reino dos céus”.

                        Muitas vezes olhamos tão superficialmente, “sede puros”,”buscai a pureza de vossos corações”! Quem vê pensa que é algo fácil, outros porém marcados pela concupcencia do pecado (…e todos nós somos) pensam que é algo impossível.

                      Eu porém penso que não é algo fácil, que não exigirá de nós sacrifícios, mas também não é algo impossível, a ponto de nos deixarmos vencer pelo pecado.

                       Se olharmos bem, a vida de TODAS as pessoas, de Jesus o Rei dos reis ao mendigo, a dona de casa, ao servo dos serveos, não importa a nossa condição de vida, o que importa é que  para alcançarmos qualquer coisa que desejarmos teremos que lutar. Nada vêm de graça, sem esforço ou sacrifícios, assim como a pureza, de coração, de corpo, de alma, só conseguiremos a custa de muitas lutas, quedas, mas a cima de tudo de confiança.

                          Não é algo que conseguiremos de uma hora para outra, é uma batalha, travada contra o pecado, até o fim de nossas vidas, que exige de nós humildade e arrependimento em cada queda.

                        Porém Jesus nos diz: onde abunda o pecado superabunda a graça. Aquilo que é impossível a nós na nossa humanidade, é possível a Cristo pela graça.

                      Então devemos caminhar lado a lado com Ele, e deixar que Ele nos insine a sermos puros como Ele foi.

                    Ainda assim não será fácil!

                    Haverá sofrimentos, lutas, quedas, mas para aqueles que buscam e esperam em Deus nada pode desanimar, pois Ele é nossa esperança!

                  Então deixo aqui o meu recado para você: não pensem que será fácil, mas também não creiam que é impossível.

                  A pureza, a santidade, nos é possível tanto quanto o foi a qualquer santo, a final eles não foram santos por não terem pecado, mas porque lutaram contra o pecado até o fim, apoiados e amparados por Jesus.

                Somos todos chamados a sermos santos, aceitar o desafio depende de nós.

“Sede Santos como Vosso Pai que está no céus é santo”

Eu aceito o desafio, ainda que cai muitas vezes, com a graça de Deus posso levantar-me e recomeçar, e você aceita?

Prepara-te o tempo é curto e o diabo ruge!

Posted in Formação on 04/11/2009 by Juliana

És filho de Deus, assuma essa postura!!

JESUS-2“Vede que manifestação de amor nos deu o Pai, sermos chamados filhos de Deus. E nós o somos!

Se o mundo não nos conhece, é porque não o conheceu.

Amados, desde já somos filhos de Deus, mas o que nós seremos ainda não se manifestou. Sabemos que por ocasião desta manifestação seremos semelhantes a Ele, porque veremos tal como Ele é.

Todo o que Nele tem esta esperança, purifica-se a si mesmo como também Ele é puro.” ( I João 3,1-3)

 

          Todos somos filhos de Deus, pois foi Ele que nos chamou a vida: “Antes que no seio fosses formado, eu já te conhecia; antes de teu nascimento eu já te havia consagrado” ( Jeremias 1,4-5)

                Como filhos de Deus devemos esperar, desejar e nos preparar para essa manifestação de Deus, onde o veremos tal como Ele é, e onde nos veremos tal como somos.

                 Por isso devemos buscar com todo o nosso coração  e toda a nossa vontade  a pureza de que tanto nos fala Jesus pois sem ela, jamais alcançaremos a eternidade no céu.

            ngm sabe o dia               Essa manifestação se dará de alguma forma que desconhecemos, seja pela nossa morte, seja pela vinda de Jesus, a espaço nessa analogia para muitas possibilidades,  porém, é certo que não sabemos nem o dia, nem a hora, e é preciso que comecemos a nos preparar já, para que não sejamos pegos de surpresa, pois a palavra também diz ” nesse dia haverá choro e ranger de dentes”, ou como diz o noivo às noivas que foram despreocupadas e deixaram que faltasse o óleo para suas lâmpadas: “Não vos conheço”.

                   Todos somos chamados, todos temos a marca de Cristo, mas é nossa escolha segui-lo, e esperar Nele, ou não, Ele não nos obriga a nada, mas teremos que arcar com nossas escolhas quando este dia chegar.

                  Todo aquele que tem em Cristo  esta esperança, segundo João, deve buscar se purificar, mortificar tudo aquilo que está em desequilibrio, tudo que é vontade humana, tudo que nos move, mas que nos afasta de Jesus, tudo aquilo que o mundo oferece com enganações e promessas vãs de felicidade que sabemos que não existe, pois a verdadeira felicidade está em Cristo.

                Como diz São Paulo: ” Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém”.

                 Que nós saibamos escolher aquilo que é bom, segundo os ensinamentos de Cristo, pois no mundo e com a astúcia do diabo, se não tivermos uma vida de oração, de comunhão com Deus, facilmente nos enganamos com o que pensamos que é bom, mas na verdade não é!

                             Somente com a luz do Espírito Santo conseguiremos distinguir o que é vontade de Deus e o que é enganação. Por este motivo devemos buscar uma vida de oração e desejo sincero de agradar unicamente a Deus, através do jejum, confissão, penitencias, da mortificação, da Comunhão!

                     E se não formos sinceros e fiéis nesta busca facilmente cairemos, pois é difícil seguir uma vida de mortificação, quando somos atacados constantemente por tentações! Acomodações, prazeres desregrados, vivemos num mundo que constantemente nos convida à uma vida de facilidades e se não estivermos firmes, facilmente nos deixamos levar por essas seduções.

                Mas como diz o evangelho: “Estreita é a porta que conduz à salvação e larga é a porta que leva à perdição”

Por qual das duas você quer passar? Reflita, pense e faça sua escolha.

 

Que Deus nos abençoe e nos dê a graça de nos mantermos puros para o dia da manifestação de Deus!! Amém

Ficai Atentos!!

Posted in Formação on 21/10/2009 by Juliana

                  ” Se o dono da casa soubesse a hora em que o ladrão iria chegar, não deixaria que arrombasse a sua casa. Vós também ficai atentos! Porque o Filho do homem vai chegar na hora em que menos o esperardes” (Lc 12,39-48)

           jesus vigiando                                                                                                                                     O Evangelho de hoje nos convida à ficarmos atentos! O que será que faríamos hoje, se soubessemos que morreriamos amanhã?

                         Creio que talvez, nossas atitudes seriam diferentes, talvez mais conscientes da seriedade que significa “estarmos vivos”, que não vivemos simplesmente por viver, mas por uma causa maior, acreditemos nós ou não! Talvez pensariamos mais no próximo, ajudariamos alguém, ou talvez fizessemos uma boa confissão, ou participariamos da Santa Missa mais atentamente. Talvez até dariamos mais valor àqueles que vivem conosco, mãe, pai, filho, irmãos, esposa, aprenderiamos a olhá-los com outros olhos.

                         Eu me pergunto porque a “morte” ou o medo do “inferno” ou a “doença” ou outro temor qualquer precisa apoderar-se de nós para que reflitamos melhor sobre nossas ações, por que as fazemos, ou por que as fazemos do modo como fazemos, às vezes forçados, sem vontade, mal feitas, com grosseiras, às vezes tratamos mal aqueles que trabalham conosco, desvalorizamos os outros, somos egoítas, arrogantes, mas demoramos muito para parar e refletir sobre essas coisas e mudarmos nossas atitudes, às vezes somente quando nos encontramos em “desespero”. Porque só quando temos medo de nos perder é que começamos a agir buscando a eternidade, quando na verdade deveriamos agir assim todos os dias.

                             No Evangelho de hoje, o Senhor nos diz: – “Ficai Preparados”.

                            Não é necessário ficarmos doentes ou algo parecido para buscarmos esta preparação, creio eu, na minha capacidade limitada, que quando Deus nos concedeu o Dom da Vida, e o fato de não sabermos ao certo quanto tempo ficaremos aqui, Ele queria justamente isso, que a cada momento buscassemos esta preparação, buscassemos nos assemelhar a Cristo, para que no dia derradeiro pudessemos contemplá-lo na Sua glória. Seria muito fácil se soubessemos quando seria nossa hora, e no ultimo dia será que esse arrependimento seria válido? seria sincero?

                          Isso me faz pensar no sofrimento que causamos muitas vezes ao Seu coração, quando  nos voltamos para Ele somente na necessidades ou quando tão facilmente cedemos às tentações.

                          Será que estamos preparados? Será que como na parábola do servo que aguarda a chegada do Senhor, estamos de prontidão? ou não temos agido de maneira correta?

                         À quem muito é dado, muito será cobrado! Será que tens administrado bem os bens que o Senhor te confiou? Tua vida, como a empregas? vives amando teu próximo, agindo com justiça ou preocupa-te somente contigo mesmo, fazes o que for preciso para conseguir o que queres passando por cima das pessoas? Teu corpo, zelas por tua integridade ou perde-te em bebedeiras e luxuria? Tua saúde, dormes bem a noite, te alimentas corretamente, respeita teus limites ou matas aos poucos teu corpo com vícios, cigarros, bebedeiras, gula, e tantas coisas que desgastam desnecessáriamente teu organismo? Tua família, tens tempo para ela, escuta-os, ama-os, ou vives sem tempo para aqueles que precisam de tua presença e teu carinho? E tantos outros bens que o Senhor te confiou, como tens administrado?! Qual será o teu pagamento na hora de prestares conta?

                      vigiai eorai                                                                  Eu te convido hoje a examinar tua vida, teus modos, o que fazes e o que falas, como fazes e como falas!!

                        E que a partir de hoje busquemos viver como se fosse o ultimo dia, sempre com a intenção reta de agradar a Deus e faze-lo amado, amando e ajudando todos aqueles que recorrem a nós.

E que como nos diz a Regra de São Bento

Nada Antepondo ao amor de Cristo!!!

 

Tudo é Amor

Posted in Formação on 24/09/2009 by Juliana

“Onde está o silêncio? Onde a solidão? Onde o Amor? Em última instância, não podem ser encontrados em lugar algum a não ser no fundamento de nosso próprio ser. Há perfeita paz, porque estamos alicerçados no Amor infinito, criativo e redentor.”


Love and Living, de Thomas Merton

PADRE PIO DE PIETRELCINA

Posted in Formação on 23/09/2009 by Juliana

pio

 

 

«Quanto a mim, Deus me livre de me gloriar a não ser na Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo» (Gál 6, 14).

 

 

 

Tal como o apóstolo Paulo, o Padre Pio de Pietrelcina colocou, no vértice da sua vida e do seu apostolado, a Cruz do seu Senhor como sua força, sabedoria e glória. Abrasado de amor por Jesus Cristo, com Ele se configurou imolando-se pela salvação do mundo. Foi tão generoso e perfeito no seguimento e imitação de Cristo Crucificado, que poderia ter dito: «Estou crucificado com Cristo; já não sou eu que vivo, é Cristo que vive em mim» (Gál 2, 19). E os tesouros de graça que Deus lhe concedera com singular abundância, dispensou-os ele incessantemente com o seu ministério, servindo os homens e mulheres que a ele acorriam em número sempre maior e gerando uma multidão de filhos e filhas espirituais.

Este digníssimo seguidor de S. Francisco de Assis nasceu no dia 25 de Maio de 1887 em Pietrelcina, na arquidiocese de Benevento, filho de Grazio Forgione e de Maria Giuseppa de Nunzio. Foi baptizado no dia seguinte, recebendo o nome de Francisco. Recebeu o sacramento do Crisma e a Primeira Comunhão, quando tinha 12 anos.

Aos 16 anos, no dia 6 de Janeiro de 1903, entrou no noviciado da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, em Morcone, tendo aí vestido o hábito franciscano no dia 22 do mesmo mês, e ficou a chamar-se Frei Pio. Terminado o ano de noviciado, fez a profissão dos votos simples e, no dia 27 de Janeiro de 1907, a dos votos solenes.

Depois da Ordenação Sacerdotal, recebida no dia 10 de Agosto de 1910 em Benevento, precisou de ficar com sua família até 1916, por motivos de saúde. Em Setembro desse ano de 1916, foi mandado para o convento de São Giovanni Rotondo, onde permaneceu até à morte.

Abrasado pelo amor de Deus e do próximo, o Padre Pio viveu em plenitude a vocação de contribuir para a redenção do homem, segundo a missão especial que caracterizou toda a sua vida e que ele cumpriu através da direcção espiritual dos fiéis, da reconciliação sacramental dos penitentes e da celebração da Eucaristia. O momento mais alto da sua actividade apostólica era aquele em que celebrava a Santa Missa. Os fiéis, que nela participavam, pressentiam o ponto mais alto e a plenitude da sua espiritualidade.

No campo da caridade social, esforçou-se por aliviar os sofrimentos e misérias de tantas famílias, principalmente com a fundação da «Casa Sollievo della Sofferenza» (Casa Alívio do Sofrimento), que foi inaugurada no dia 5 de Maio de 1956.

Para o Padre Pio, a fé era a vida: tudo desejava e tudo fazia à luz da fé. Empenhou-se assiduamente na oração. Passava o dia e grande parte da noite em colóquio com Deus. Dizia: «Nos livros, procuramos Deus; na oração, encontramo-Lo. A oração é a chave que abre o coração de Deus». A fé levou-o a aceitar sempre a vontade misteriosa de Deus.

Viveu imerso nas realidades sobrenaturais. Não só era o homem da esperança e da confiança total em Deus, mas, com as palavras e o exemplo, infundia estas virtudes em todos aqueles que se aproximavam dele.O amor de Deus inundava-o, saciando todos os seus anseios; a caridade era o princípio inspirador do seu dia: amar a Deus e fazê-Lo amar. A sua particular preocupação: crescer e fazer crescer na caridade.

A máxima expressão da sua caridade para com o próximo, ve-mo-la no acolhimento prestado por ele, durante mais de 50 anos, às inúmeras pessoas que acorriam ao seu ministério e ao seu confessionário, ao seu conselho e ao seu conforto. Parecia um assédio: procuravam-no na igreja, na sacristia, no convento. E ele prestava-se a todos, fazendo renascer a fé, espalhando a graça, iluminando. Mas, sobretudo nos pobres, atribulados e doentes, ele via a imagem de Cristo e a eles se entregava de modo especial.

Exerceu de modo exemplar a virtude da prudência; agia e aconselhava à luz de Deus.

O seu interesse era a glória de Deus e o bem das almas. A todos tratou com justiça, com lealdade e grande respeito.

Nele refulgiu a virtude da fortaleza. Bem cedo compreendeu que o seu caminho haveria de ser o da Cruz, e logo o aceitou com coragem e por amor. Durante muitos anos, experimentou os sofrimentos da alma. Ao longo de vários anos suportou, com serenidade admirável, as dores das suas chagas. 

Quando o seu serviço sacerdotal esteve submetido a investigações, sofreu muito, mas aceitou tudo com profunda humildade e resignação. Frente a acusações injustificáveis e calúnias, permaneceu calado, sempre confiando no julgamento de Deus, dos seus superiores directos e de sua própria consciência.

Recorreu habitualmente à mortificação para conseguir a virtude da temperança, conforme o estilo franciscano. Era temperante na mentalidade e no modo de viver.

Consciente dos compromissos assumidos com a vida consagrada, observou com generosidade os votos professados. Foi obediente em tudo às ordens dos seus Superiores, mesmo quando eram gravosas. A sua obediência era sobrenatural na intenção, universal na extensão e integral no cumprimento. Exercitou o espírito de pobreza, com total desapego de si próprio, dos bens terrenos, das comodidades e das honrarias. Sempre teve uma grande predilecção pela virtude da castidade. O seu comportamento era, em todo o lado e para com todos, modesto.

Considerava-se sinceramente inútil, indigno dos dons de Deus, cheio de misérias e ao mesmo tempo de favores divinos. No meio de tanta admiração do mundo, ele repetia: «Quero ser apenas um pobre frade que reza».

Desde a juventude, a sua saúde não foi muito brilhante e, sobretudo nos últimos anos da sua vida, declinou rapidamente. A irmã morte levou-o, preparado e sereno, no dia 23 de Setembro de 1968; tinha ele 81 anos de idade. O seu funeral caracterizou-se por uma afluência absolutamente extraordinária de gente.

No dia 20 de Fevereiro de 1971, apenas três anos depois da morte do Padre Pio, Paulo VI, dirigindo-se aos Superiores da Ordem dos Capuchinhos, disse dele: «Olhai a fama que alcançou, quantos devotos do mundo inteiro se reúnem ao seu redor! Mas porquê? Por ser talvez um filósofo? Por ser um sábio? Por ter muitos meios à sua disposição? Não! Porque celebrava a Missa humildemente, confessava de manhã até à noite e era – como dizê-lo?! – a imagem impressa dos estigmas de Nosso Senhor. Era um homem de oração e de sofrimento».

Já gozava de larga fama de santidade durante a sua vida, devido às suas virtudes, ao seu espírito de oração, de sacrifício e de dedicação total ao bem das almas.

Nos anos que se seguiram à sua morte, a fama de santidade e de milagres foi crescendo cada vez mais, tornando-se um fenómeno eclesial, espalhado por todo o mundo e em todas as categorias de pessoas.

Assim Deus manifestava à Igreja a vontade de glorificar na terra o seu Servo fiel. Não tinha ainda passado muito tempo quando a Ordem dos Frades Menores Capuchinhos empreendeu os passos previstos na lei canónica para dar início à Causa de beatificação e canonização. Depois de tudo examinado, como manda o Motu proprio «Sanctitas Clarior», a Santa Sé concedeu o nihil obstat no dia 29 de Novembro de 1982. O Arcebispo de Manfredónia pôde assim proceder à introdução da Causa e à celebração do processo de averiguação (1983-1990). No dia 7 de Dezembro de 1990, a Congregação das Causas dos Santos reconheceu a sua validade jurídica. Ultimada a Positio, discutiu-se, como é costume, se o Servo de Deus tinha exercitado as virtudes em grau heróico. No dia 13 de Junho de 1997, realizou-se o Congresso Peculiar dos Consultores Teólogos, com resultado positivo. Na Sessão Ordinária de 21 de Outubro seguinte, tendo como Ponente da Causa o Ex.mo e Rev.mo D. Andrea Maria Erba, Bispo de Velletri-Segni, os Cardeais e Bispos reconheceram que o Padre Pio de Pietrelcina exercitou em grau heróico as virtudes teologais, cardeais e anexas.

No dia 18 de Dezembro de 1997, na presença do Papa João Paulo II foi promulgado o Decreto sobre a heroicidade das virtudes. Para a beatificação do Padre Pio, a Postulação apresentou ao Dicastério competente a cura da senhora Consiglia de Martino, de Salerno. Sobre o caso desenrolou-se o Processo canónico regular no Tribunal Eclesiástico da arquidiocese de Salerno-Campanha-Acerno, desde Julho de 1996 até Junho de 1997. Na Congregação das Causas dos Santos, realizou-se, no dia 30 de Abril de 1998, o exame da Consulta Médica e, no dia 22 de Junho do mesmo ano, o Congresso Peculiar dos Consultores Teólogos. No dia 20 de Outubro seguinte, reuniu-se no Vaticano a Congregação Ordinária dos Cardeais e Bispos, membros do Dicastério, e, no dia 21 de Dezembro de 1998, foi promulgado, na presença do Papa João Paulo II, o Decreto sobre o milagre.

No dia 2 de Maio de 1999, durante uma solene Celebração Eucarística na Praça de São Pedro, Sua Santidade João Paulo II, com sua autoridade apostólica, declarou Beato o Venerável Servo de Deus Pio de Pietrelcina, estabelecendo no dia 23 de Setembro a data da sua festa litúrgica.

Para a canonização do Beato Pio de Pietrelcina, a Postulação apresentou ao competente Dicastério o restabelecimento do pequeno Matteo Pio Collela de São Giovanni Rotondo. Sobre este caso foi elaborado um processo canónico no Tribunal Eclesiástico da arquidiocese de Manfredonia-Vieste, que decorren de 11 de Junho a 17 de Outubro de 2000. No dia 23 de Outubro de 2000, a documentação foi entregue à Congregação das Causas dos Santos. No dia 22 de Novembro de 2001 é aprovado, na Congregação das Causas dos Santos, o exame da Consulta Médica. No dia 11 de Dezembro de 2001, é julgado pelo Congresso Peculiar dos Consultores Teólogos e, no dia 18 do mesmo mês, pela Sessão Ordinária dos Cardeais e Bispos. No dia 20 de Dezembro, na presença do Papa João Paulo II, foi promulgado o Decreto sobre o milagre; no dia 26 de Fevereiro de 2002, foi publicado o Decreto sobre a sua canonização.

 

Beatificação (2 de maio de 1999)

Canonização (16 de junho de 2002)

O Silêncio Necessário!!

Posted in Formação on 22/09/2009 by Juliana

     “Meus Momentos Prediletos, Solidão, Solidão, mas sempre convosco, Jesus Senhor”              silencio 2                                                                                                                                                                                                                 Às vezes é   necessário ficarmos sós! Não porque queremos afastar as pessoas, mas porque precisamos encontrar a nós mesmos!

                     A solidão, o silêncio, quando bem empregados, nos ajudam a nos confrontarmos conosco mesmo. Quem sou? O que quero para minha vida? Sou feliz? Este vazio, vem de onde? Nossas inquietudes, aquilo que não nos satisfaz mais, só conseguiremos descobrir o que nos move, a partir do momento em que nos dispusermos a ouvir a voz que fala no fundo de nossas almas!

                   Só conhece a si mesmo, aquele que é capaz de se afastar do barulho e ouvir a voz do seu próprio eu! Aqueles que questionam, sem medo da resposta, que nem sempre é agradavel! É sempre difícil reconhecer nossas limitações, nossas fraquezas, porém, só a partir do momento que eu as reconheço, é que poderei trabalhar em cima delas, e tentar muda-las.

                     O mundo é barulhento, porque tenta a todo custo calar a voz de Deus dentro de cada um de nós; alguns procuram incansavelmente e em todos os lugares possíveis a verdade, aquilo que o faz feliz, a tampa que preencherá o buraco vazio que há em seu coração; em vão procuram aquilo que está dentro de cada um, porém, nós só ouvimos, quando nos calamos, quando silenciamos, quando nos retiramos para o deserto, e ali permanecemos dispertos diante do Deus que nos revela nossa verdadeira identidade. Ali somos tentados, como Cristo também foi, ali descobrimos nossas forças, como Cristo descobriu a dele, ali descobrimos quem somos e do que somos feitos! Você sabe quem és? Sabes para onde caminhas? ou simplesmente caminhas por caminhar?

                  Muitas pessoas tem medo de descobrirem quem são realmente, tem medo de descobrirem suas fraquezas, por isso tem a necessidade de estarem sempre rodeadas por outras pessoas, sempre mostrando do que são capazes, buscam aparecer diante dos homens! Isso nada mais é que um complexo de inferioridade camuflado.

                 Não se pode ser realmente feliz, quando não sabemos de fato quem somos! Jamais descobriremos quem somos se não nos permitirmos ficarmos a sós com Deus, para que no silêncio, Ele nos revele a nossa verdadeira identidade, nossas fraquezas, nossas qualidades, isso é fruto dos questionamentos que nos fazemos, mas somente no vazio da solidão, pois é onde Deus nos mostra quem somos, e nos ensina nesse silêncio acompanhado, como podemos progredir nesse caminho em busca de quem somos!

                       Não tenha medo da solidão e do silêncio que te mostram quem tu és! Tenha medo sim, do barulho do mundo que te impede de seres quem tu és!

                      O mundo nos impõe padrões, regras e temos que nos ajustar à eles, se não nos ajustamos, para algumas pessoas somos diferentes, talvez tenha algo de errado conosco, não nos compreendem, no fundo incomodamos, porque agimos diferente! Quem é de Deus não pode ser conivente com o barulho do mundo, quem é de Deus sempre, em algum momento da vida tem necessidade dessa solidão e desse silêncio, porque é onde descobrimos quem somos, a verdade, e é onde no mais íntimo de nossas almas encontramos Deus, desperto, e zeloso por nossas almas!

               Não permita que o barulho do mundo sufoque a voz de Deus dentro de ti, que quer mostrar quem tu és! Não deixe que o barulho te engane e roube a tua identidade! Muitas vezes somos coagidos a nos moldarmos as pessoas, ou para fazermos parte de um determinado grupo, para não parecermos diferentes, para nos integrarmos a determinados “clãs”, Bobagem!!! Não tenha medo de ser diferente! Deixe Deus te revelar, e não permita que o mundo roube a tua identidade!!!

“A mim não cabe agradar a homens, mas únicamente a DEUS” (Santa Teresinha do Menino Jesus)