“Tudo depende do tipo de lente que você utiliza para ver as coisas”

                “…Sofia colocou os óculos. Tudo à sua volta ficou vermelho. As cores claras ficaram vermelho-claras e as escuras vermelho-escuras.

                O que você está vendo?

                – O mesmo de antes, só que vermelho.

                – A explicação para isto é que as lentes dos óculos determinam o modo como você percebe a realidade. Tudo o que você vê é parte do mundo que está fora de você mesma; mas o modo como você enxerga tudo isto também é determinado pelas lentes dos óculos. Você não pode dizer que o mundo é vermelho, ainda que neste momento ele pareça vermelho.” ( O Mundo de Sofia)

                                                                            

                Então que lente você costuma usar?

                   A forma como costumamos encarar a vida, nosso dia-a-dia, nossos problemas, é esta forma como costumamos encarar as coisas que nos faz, felizes ou infelizes. Se temos um “lente” negativa, pessimista, lógicamente seremos pessoas amargas, pessimistas e infelizes.

                  O pessimista costuma tirar a beleza das coisas, antes mesmo de começar algo, ele já vai achando que não dará certo.

                 Perde-se até mesmo a confiança em Deus, pois os problemas perdem o encanto do desafio a ser superado, Deus deixa de ser Deus na nossa vida, pois acabamos mergulhando nos problemas e tentando resolver tudo por nós mesmos, esquecemos que o Nosso Deus, é o Deus dos milagres, o Deus do impossível.

                Se trocarmos nossa lente, começaremos a ver a vida de uma outra forma, com outra cor. Começaremos a ver tudo do ponto de vista da confiança, do otimismo que é gerado pela esperança em um Deus que está sempre ao nosso lado, ainda que muitas vezes não somos capazes de perceber sua presença gloriosa ao nosso lado.

             Deixamos de ver os problemas como impossiveis, pois se “não tem solução” é porque não é um problema, todo problema traz com ele uma solução, e  a solução traz consigo um aprendizado, um crescimento, amadurecimento humano.

               Deus não nos concede uma cruz maior do que aquele que somos capazes de carregar, nem nos abandona quando precisamos de sua ajuda, Ele é o “Cirineu” sempre pronto a nos ajudar.

              Quando te sentires cansado, fatigado, olhe para cruz e veja que Jesus quis morrer com os braços aberto! Ele poderia ter optado por outra forma, que não deixaria de ser o nosso Salvador, poderia ter vivido sua vida como qualquer ser humano, e ainda assim dar testemunho de Sua Santidade, e nos Salvar por seu exemplo, por sua vida impecável. Mas Ele quis morrer na cruz por nós, de braços aberto, e assim, com os braços aberto Ele permanece até hoje, sempre pronto a nos acolher.

              Esta é a beleza de olharmos e enfrentarmos a vida com confiança no nosso Deus, otimistas, sabendo que mesmo que tudo pareça perdido, sem solução, Jesus está lá de braço aberto, pronto para nos acolher, como Cirineu, pronto à carregar a cruz conosco, basta apenas que tenhamos uma atitude de confiança, é preciso que confiemos em Deus, que nos abandonemos em suas mãos, com amor e gratidão para com Ele, e assim Ele tudo fará. Porque não faremos mais por nossas próprias forças somente, mas deixaremos que Deus, seje Deus em nossas vidas.

            Nos voltemos hoje para Jesus, e peçamos a Ele a graça de não nos desesperarmos diante dos problemas, mas de vermos que em cada problema surge uma nova oportunidade de deixarmos que Deus seje Deus para nós.

          Sim, Senhor, vem hoje dar-me um coração confiante diante da situação que enfrento em minha vida. Sim, Senhor, que eu possa ser sempre grata a Ti, porque sei que Tu és o Meu Cirineu, sempre ao meu lado, ajudando-me a carregar minha cruz. Por isso eu Te louvo, e Te bendigo pelos séculos dos séculos. Amém

 

Peça você também esta graça no dia de hoje!

Que Deus abençoe!

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: