Paz Inefável

Desde o instante da Encarnação,             glcn0000470006151.jpg 
Diz-me como passaste pela terra
Abismada em adoração.
Numa paz toda inefável,
Num silêncio misterioso,
Tu penetraste o Ser insondável,
Levando em ti “o dom de Deus”.

Sob o divino amplexo
Oh! Guarda-me sempre,
Que eu leve sempre impressa
Deste Deus todo Amor:
“Amo Christum”.

Beata Elisabete da Trindade

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: